PIB, IPCA e IGP-M: Entenda o que são e quais os impactos na economia

PIB, IPCA e IGP-M: Entenda o que são e quais os impactos na economia

PIB, IPCA e IGP-M: Entenda o que são e quais os impactos na economia

O PIB (produto interno bruto) é a soma de todos os bens e serviços finais produzidos numa determinada região, durante um período determinado. Ele indica o quanto a economia está crescendo ou diminuindo, o IPCA e IGP-M mostram como isso está impactando o bolso das pessoas. Esses três índices foram temas centrais em 2020 e determinantes para atingir a vida do brasileiro.

De forma mais resumida, indicadores econômicos são índices que nos permite visualizar uma realidade econômica de maneira direta e quantitativa. Esse compilado de dados funciona como um termômetro para a economia, e são usados como referência por investidores, empresários e pelo governo para avaliar a situação financeira do país. Saber interpretá-los e conhecê-los bem, permite ler os sintomas dessa economia e pode ser um diferencial na hora das tomadas de decisões. Por mais distante que isso possa parecer da realidade das empresas, aquela que souber aproveitar bem os dados, sairá na frente.

Um exemplo de como esses índices interferem numa empresa é de quando o termo macroeconomia surgiu, após a grande depressão de 1929. Com o colapso econômico, ficou clara a necessidade de estudos preventivos desses números. Para entender um pouco mais sobre o cenário e os movimentos do capital, é preciso saber que a macroeconomia compõe uma estrutura formada por cinco mercados:

  1. Mercado de Bens e Serviços: relacionado aos níveis de produção agregada e de preços.
  2. Mercado de Trabalho: regido pelo nível de emprego, pelas taxas de salário e pela mão de obra.
  3. Mercado Monetário: por meio do Banco Central do Brasil (BCB), que estabelece a taxa de juros, regula a demanda e a oferta de moeda.
  4. Mercado de Títulos: regido pela comparação entre renda e gastos, analisa e classifica agentes econômicos superavitários e deficitários.
  5. Mercado de Divisas: indica se a balança comercial é positiva ou negativa, deduzindo a quantidade de produto exportado pela de produto importado, ou seja, da moeda — estrangeira ou nacional — que entra ou sai do país.

Para entendermos um pouco mais e melhor, vamos explicar o que significa e como funciona 3 dos principais indicadores econômicos mais impactados em 2020 por conta da pandemia do Coronavírus (COVID-19).

PIB

Com certeza você já ouviu falar no PIB. Mas o que significa de fato, o PIB? O Produto Interno Bruto é a soma de todos os valores monetários produzidos pelo país em bens e serviços ao longo de um ano. Na conta, não entram serviços não remunerados, bens já existentes e atividades informais. Existe também o PIB per capita, que divide o valor do produto interno bruto pela quantidade de habitantes de um país. O PIB per capita é geralmente associado ao IDH – quanto maior o indicador, maior a qualidade de vida dos habitantes da região.

Para que serve?

O indicador mostra o quanto a economia do país está aquecida e em pleno funcionamento. Um PIB em queda por dois trimestres consecutivos indica recessão. A partir do terceiro trimestre de queda o país já é considerado em situação de crise.

IPCA

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) é o índice oficial da inflação do país. É medido mensalmente pelo IBGE e mostra a variação dos preços no comércio para o público final. Ele considera na conta gastos em alimentação e bebidas, despesas pessoais, educação, moradia, saúde e cuidados pessoais e reflete o custo de vida de famílias da renda metropolitana das principais cidades do brasil com renda mensal de 1 a 40 salários-mínimos. É também útil para que o governo entenda se o índice está dentro da meta prevista para a inflação está sendo cumprida.

Para que serve?

Em síntese, o índice tem por objetivo determinar a variação dos preços de produtos e serviços. Existem outros tipos de índices que fazem essa averiguação de variação de preços, contudo, o IPCA é o considerado oficial pelo Banco Central. Como o índice IPCA é um indicador de mudança de preços, o que ele mede é a inflação ou deflação. A inflação é quando os preços inflam, ou seja, quando os preços sobem. O que faz os preços subirem é aquela antiga regrinha de oferta e demanda. Portanto, quando as pessoas estão consumindo muito, existe muita demanda e, consequentemente, os preços sobem, ou seja, há inflação.

IGP-M

O Índice Geral de Preços do Mercado (IGPM), ao contrário do IPCA e INPC, é calculado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e registra a inflação de preços de bens de consumo e bens de produção. O indicador é uma versão do Índice Geral de Preços (IGP), e é calculado com a junção do IPA-M – Índice de Preços por Atacado – Mercado, com peso de 60%, IPC-M – Índice de Preços ao Consumidor – Mercado, com peso de 30% e INCC-M (Índice Nacional do Custo da Construção, com peso de 10%).

Para que serve?

O índice é usado principalmente para o ajuste anual de contratos de aluguel e outros contratos, como os de energia elétrica, telefonia e alguns tipos de seguros e planos de saúde. Além disso, ele fornece uma visão uma visão mais imediata sobre as oscilações da economia dentro do mês.

Acompanhar os esses indicadores é de extrema importância. Eles permitem a identificação de mercados, auxiliam no reconhecimento dos melhores momentos econômicos e facilitam na tomada de decisões. As empresas precisam deixar de lado o desconhecimento dos indicadores econômicos e assumir o protagonismo na leitura de cenários por meio desses números.  Mas a interpretação correta depende das ferramentas que você dispõe para fazer a leitura e as análises dos números e da constante atualização das informações.

Por isso, para conseguir se dedicar mais a análise dos índices econômicos e cenários, o uso de soluções automatizadas para o planejamento orçamentário podem ser uma excelente saída. A crise ainda não acabou. O Brasil e o mundo ainda devem sentir seus efeitos por um bom tempo. O momento ainda é de muitas incertezas, com perguntas em aberto a respeito de como lidaremos com a Covid-19 em 2021.

Mas uma coisa é certa: se manter informado sobre o que está acontecendo é um passo essencial para passar por esse período da melhor forma possível.

Para saber mais informações sobre dicas de gestão de financeira, ferramentas para otimizar seu negócio e novidades sobre mercado de tecnologia acesse o nosso blog.  https://www.supplymidia.com.br/blogsupply/.

Compartilhe:
FacebookTwitterLinkedIn

Receba nossas novidades

Junte-se à nossa newsletter para se manter atualizado sobre recursos e lançamentos.

    Ao se inscrever, você concorda com nossa Política de Privacidade e dá consentimento para receber atualizações da nossa empresa.