PEPS, UEPS e MPM: Entenda como funciona os métodos de controle de estoque

PEPS, UEPS e MPM: Entenda como funciona os métodos de controle de estoque

PEPS, UEPS e MPM: Entenda como funciona os métodos de controle de estoque

Podemos citar vários motivos para que o gerenciamento do estoque seja realizado. Entre eles, existem alguns pontos de extrema importância serem analisados que são a redução de perdas e de desperdícios, a identificação das necessidades de reposição e dos produtos sem giro, além da possibilidade de gerir a demanda por capital de giro.

Para alcançar esse propósito, é necessário entender alguns termos como, por exemplo, PEPS, UEPS e MPM.

Essas siglas são métodos de controle de estoque que permitem ao gestor definir, de várias maneiras, qual será o custo das mercadorias vendidas, ou seja, por qual preço os materiais foram comprados quando deram entrada no estoque. Entender como funciona cada uma delas, é o primeiro passo para que a sua empresa consiga escolher a mais adequada de acordo com as suas necessidades.

O que é estoque?

Estoque é qualquer quantidade de materiais armazenada para ser utilizada no futuro. Os produtos que fazem parte dessa área variam de acordo com a atividade da empresa.

No caso da indústria, por exemplo, o estoque é composto de matéria-prima, produtos acabados e materiais auxiliares. Já no comércio, são as mercadorias para revenda que compõem essa seção, enquanto o setor de serviços conta com um estoque composto de todos os materiais necessários para a realização das suas atividades.

Portanto, essa área do seu negócio é essencial para que os processos e atividades funcionem de maneira excelente. E, para isso, é importante contar com uma gestão de estoque de qualidade.

Pilhas de caixa em um depósito

Para entendermos melhor como funciona esses 3 métodos de estoque (PEPS, UEPS e MPM), vamos analisar e entender cada um deles:

PEPS (Primeiro que Entra, Primeiro que Sai)

 Também conhecido como FIFO (First in, First out). O PEPS é indispensável quando a empresa trabalha com produtos perecíveis, pois tende a fazer com que o item mais antigo seja o primeiro a ser vendido.

Sendo assim, o método PEPS prioriza a ordem cronológica de entrada dos produtos privilegiando o uso do lote mais antigo de mercadorias até que as quantidades sejam esgotadas. Em seguida, é utilizado o segundo grupo mais velho e assim por diante. Para usar este tipo de gestão é necessário que as mercadorias do estoque sejam armazenadas de forma seriada.

Vantagens e desvantagens do PEPS

 A vantagem do PEPS é ter uma circulação contínua e ordenada de produtos, o que permite refletir, com mais exatidão, sobre o custo real dos itens. O valor dos estoques também se mantém atualizado se comparado ao preço da entrada mais recente.

Por outro lado, é preciso ter uma boa organização para conseguir controlar diferentes lotes e descobrir o custo do mais antigo. Outra desvantagem é a tendência de as primeiras compras terem um custo reduzido, o que gera aumento contínuo no preço de venda dos seus produtos, podendo resultar em insatisfação dos clientes.

Além disso, o PEPS é o método contábil utilizado pela Receita Federal do Brasil para o cálculo de tributos. É com base nele que o seu estoque é avaliado e, em cima dessa estimativa, são calculados os impostos e tributos.

EXEMPLO:

 Imagine uma loja que comercializa sapatos. No seu depósito há 100 modelos, cujo preço pago foi de R$10,00 em cada um. O custo do estoque é de mil reais.

Antes de o fornecedor receber o próximo pedido, foram vendidas 80 sapatos. Você solicita então mais 100 modelos.

 Mas digamos que o valor do produto subiu, e agora cada uma custa R$11,00.

 Segundo a metodologia adotada através do PEPS, das próximas 100 peças que você vender, 20 delas terão o custo de R$10,00, e 80 de R$11,00.

 UEPS (Último que Entra, Primeiro que Sai)

 Também conhecido como LIFO (Last in, First out).  O método UEPS é praticamente o contrário do que vimos sobre o método anterior.

O valor do último lote de mercadorias adquiridas é usado para calcular o preço de venda do produto. Nesta forma de gestão, além da formação de preço tendo como base o último lote recebido, existe também a priorização de venda/saída dos lotes recebidos mais recentemente.

No entanto, é um dos métodos de controle de estoque mais eficientes para o planejamento da produção, ao permitir ajustes rápidos nos preços e quantidades a serem fabricadas de acordo com o consumo real.

Uma vez que os últimos itens adicionados são os primeiros a serem vendidos, tem-se uma média do consumo daquele período, permitindo prever o consumo futuro na medida em que novos produtos vão entrando no estoque.

EXEMPLO:

O produto que fica no topo da pilha, de mais fácil acesso, é o adquirido mais recentemente.

 O custo das 10 primeiras mercadorias que saem (vamos imaginar que seja R$15,00) é idêntico ao das 10 últimas entradas (vamos imaginar que foi adquirido por R$ 17,00).

 É com base nesse valor que você vai calcular o preço de venda dos seus produtos, R$17,00.

Vantagens e desvantagens do UEPS

Possibilita um ajuste mais eficiente e rápido na produção e nos valores cobrados do consumidor, ao mesmo tempo em que o lucro atingido em algumas operações é minimizado. Em outros países suas vantagens são a possibilidade de manter estimativas mais precisas, a maior adequação aos departamentos que contam com processos produtivos e a integração facilitada às previsões de lucratividade por mercadorias.

Por outro lado, o custo de reposição das mercadorias usadas não é trabalhado de forma imediata. Essa metodologia também não pode ser aplicada em todos os setores. Um exemplo são as empresas de gênero alimentício, que trabalham com produtos que têm data de validade e são perecíveis.

UM ALERTA!

No Brasil, a Norma Brasileira de Contabilidade não autoriza o uso método UEPS. Ele tende a reduzir a margem de lucro operacional das empresas, uma vez que, no momento da medição, os fatores externos momentâneos (inflação, variação cambial etc.) são repassados ao preço de custo da mercadoria. Por esse motivo, ele não é aceito pela Receita Federal e deve-se usar o PEPS na precificação do estoque.

MPM (Média Ponderada Móvel ou Preço Médio Ponderado)

Esse é um dos métodos de mais simples utilização. O custo médio das mercadorias em estoque é o resultado da divisão dos saldos financeiros pelos físicos O custo médio, também conhecido como média ponderada móvel, é uma forma de mensurar o valor do estoque da empresa sem que seja levada em conta uma ordem cronológica de recebimento das mercadorias.

Em resumo, sobre o valor dos custos de cada mercadoria é calculada uma média ao somar os diferentes preços de aquisição do produto estocado dividido pela quantidade adquirida. O resultado é o custo médio da mercadoria estocada.

EXEMPLO:

Compra de 100 unidades do produto A por R$20,00 = R$2.000,00
Compra de 50 unidades do produto A por R$25,00 = R$1.250,00

Venda de 30 unidades do produto A, por R$ 50,00 (preço de venda) = R$ 1.500,00

Custo da mercadoria vendida ao Custo Médio ponderado

= [(R$2.000,00 + R$1.250,00) / 150 unidades] x 30 unidades vendidas

= R$21,67 x 30 unidades vendidas

= R$ 650,00 (custo médio da mercadoria estocada)

Vantagens e desvantagens do MPM

A vantagem é a facilidade de implementação do método. O estoque passa por um controle permanente e, sempre que algumas mercadorias são adquiridas, refaz-se o cálculo dos custos. O monitoramento contínuo garante que o preço médio do patrimônio seja mais seguro e mediano.

A desvantagem é que o MPM é recomendado apenas para realizar cálculos de custos pela contabilidade, e não para formar os preços de vendas. Ele é o único método válido pela contabilidade de custos, já que oferece o valor de custo, de estoque e de lucro medianos.

Agora que você já conhece os três principais métodos de entrada e saída do estoque e seu gerenciamento, com uma boa gestão e um conhecimento profundo sobre a administração das suas vendas você pode escolher qual melhor método se encaixa com as necessidades da sua empresa. Como você pôde perceber, fazer o gerenciamento do estoque é uma atitude imprescindível para garantir o sucesso e a saúde financeira de toda companhia, o que faz com que seja indicada a sua adoção para que o seu negócio se mantenha competitivo no mercado.

Para saber mais informações sobre novas tecnologias e como podemos melhorar e otimizar a sua rotina, acesse o nosso site https://www.supplymidia.com.br/.

Compartilhe:
FacebookTwitterLinkedIn

Receba nossas novidades

Junte-se à nossa newsletter para se manter atualizado sobre recursos e lançamentos.

    Ao se inscrever, você concorda com nossa Política de Privacidade e dá consentimento para receber atualizações da nossa empresa.