Gestão de Crise: O que é e qual a importância de um bom planejamento

Gestão de Crise: O que é e qual a importância de um bom planejamento

Gestão de Crise: O que é e qual a importância de um bom planejamento

Diversas empresas já passaram por situações desconfortáveis nas quais precisavam de uma solução rápida e efetiva. É um erro pensar que uma empresa não pode ser atingida por uma crise. Todo negócio, não importa o segmento ou tamanho, está sujeito a problemas envolvendo sua imagem, seja devido a desastres naturais, natureza legal, falhas em equipamentos ou serviços, acidentes de trabalho ou obstáculos fiscais. Entender o impacto que uma situação assim pode gerar para a saúde da companhia é o primeiro passo para se preparar.

Mas há diversos mecanismos que podem ser colocados em prática para a gestão de crise corporativa de forma periódica pelas organizações para identificar possíveis crises e riscos e se prevenir.

Gerenciamento de crise empresarial

O gerenciamento de crise, também chamado de gestão de crise, é um conjunto de práticas que têm como objetivo lidar com um problema inesperado, interno ou externo, que pode causar prejuízos financeiros e para a reputação da empresa. Esse tipo de problema costuma acontecer de surpresa, representar uma ameaça para o negócio e exigir uma rápida tomada de decisão.

O gerenciamento de crise é responsável pela orientação dos e aos responsáveis pela empresa sobre como se posicionar diante de qualquer situação adversa para evitar que problemas ainda maiores apareçam para o negócio.

A definição técnica é a elaboração e a aplicação de estratégias para ajudar uma organização a lidar com mudanças e eventos no mercado. Essas situações podem surgir por causa de alterações no mercado, mudanças climáticas, pandemia, surgimento de novos competidores, novos padrões de consumo e eventos avulsos.

A importância do gerenciamento de crise

O gerenciamento de crise garante que a empresa reduza os danos causados por problemas que surgem de repente e que, se não forem bem resolvidos, podem até levar o negócio a fechar as portas. Estes são alguns motivos pelos quais a empresa deve investir em um fazer uma boa gestão de crises:

  • Agir de maneira rápida e eficiente frente a um problema;
  • Contribuir para a sobrevivência da empresa no mercado;
  • Preservar a reputação da empresa perante o mercado;
  • Reduzir o impacto da crise, tanto interna quanto externamente;
  • Aprender com os erros, evitando-os no futuro.
  • mitigar o impacto do ocorrido interna e externamente;
  • permitir uma ação rápida e eficaz;
  • preservar a imagem da empresa no mercado;
  • garantir que problemas semelhantes não se repitam;
  • demonstrar respeito com a sociedade e outros stakeholders;
  • impactar no alinhamento e na prontidão das equipes de trabalho;
  • potencializar as chances de sobrevivência do negócio

O planejamento do gerenciamento de crises começa muito antes de surgir um problema. Um plano prévio de gerenciamento de crise ou a instalação imediata de comitês de crise fazem com que os efeitos dessas adversidades sejam prevenidos ou prontamente identificados e mitigados.

Como fazer gerenciamento de crise?

Um bom planejamento e boas práticas podem fazer com que a organização tenha uma gestão de crise corporativa eficaz. A seguir, algumas dicas de como realizar um gerenciamento de crise que resulte na minimização de prejuízos para a empresa:

      1.Avalie a situação da empresa

Crie uma sala de situação para alinhar todas as informações disponíveis. Ao reunir todos os envolvidos com o tema da crise é possível confrontar dados, compreender todo o contexto da situação e obter soluções conjuntas. Essa sala de situação ou ‘sala de crise’ deve ter um tempo determinado e uma pauta definida, focada nesse repasse de informações para construção do primeiro posicionamento sobre a crise. Também nessa sala, o gestor de comunicação deve levar o que tem de repercussão até aquele momento.

     2.Organize um comitê de Gestão de Crise

Crie um comitê que centralize as informações e seja responsável pelos planos de gestão de crise da empresa. Escolha uma equipe capacitada e com diferentes habilidades para lidar com esse cenário que tenha uma resposta rápida e eficaz quando for preciso. É importante incluir profissionais de todos os setores para que cada um possa falar com propriedade sobre suas vulnerabilidades, a fim de que possam ser resolvidas. Inclua, pelo menos, um profissional de departamentos essenciais, como conselho jurídico, marketing e relações públicas.

    3.Plano de ação/contingência

Toda e qualquer organização precisa ter planos de ação bem elaborados para o gerenciamento de crises. Pesquise o mercado, seus concorrentes e possíveis cenários-problema. Após esse levantamento de informações, trace planos para sair desses possíveis problemas. Imagine não só os cenários, mas também as soluções.

O plano de gerenciamento de crise deve incluir:

  • Membros do comitê de gerenciamento de crise;
  • critérios para identificar se o problema se trata de uma crise ou não;
  • práticas de monitoramento para identificar uma crise já nos primeiros sinais;
  • porta-vozes de cada canal da empresa;
  • contatos de emergência;
  • processos para avaliar a gravidade da crise;
  • procedimentos para responder à crise;
  • avaliação e eficácia do gerenciamento de crise depois que o trabalho foi realizado.

Esteja preparado para gerenciar crises na empresa.

     4.Reconheça seus erros

Se não tem outra forma de contornar a situação, admita a falha, justifique e tente consertar o ocorrido da melhor maneira possível. Não é fácil passar por uma situação de crise, muitos reagem de diferentes maneiras. Por isso, procure se colocar no lugar da outra pessoa, compreenda as necessidades e preocupações que surgem durante a ocasião, mesmo que a empresa não seja responsável pela crise.

    5.Não deixe o cliente sem uma solução

Não deixe de comunicar o público e mostrar o que a organização está fazendo para resolver a situação. Isso trará segurança para eles diante da situação incerta. O maior causador de perda de clientes é o mau atendimento e a falta de resolução de problemas. Aproveite a falha e corrija a causa do problema, vá na raiz, peça desculpas e resolva.

    6.Aprenda com seus erros

Tenha em mente que momentos de conflitos sempre podem surgir, mas que eles passam. É essencial que gestores da empresa reflitam a respeito da situação, avalie os danos e entenda o que ocasionou determinada crise e se ela poderia ter sido evitada, além de quais aprendizados ela trouxe para a empresa.  Caso futuramente outra situação leve a uma nova crise, os aprendizados devem ser usados para chegar a uma solução mais rápida. Aprender com os próprios erros tem grande valor no mundo corporativo.

Como prever uma crise empresarial?

Gerenciamento de riscos: É preciso que haja uma comunicação constante com todos os setores da companhia, informando sobre riscos iminentes. Ao levantar essas possibilidades, é possível traçar um plano para solucionar qualquer uma dessas situações de forma rápida.

Análise das condições externas: É importante, também, que sejam considerados fatores externos à companhia que podem gerar crises empresariais, como a economia do país, por exemplo. Esse tipo de problema pode chegar sem ser anunciado, portanto, é essencial sempre se manter atento ao que está acontecendo no mercado.

É necessário que toda empresa independente do seu tamanho, esteja preparada para um momento de crise. Não importa o tamanho da cia, passar por um momento crítico sem estar devidamente preparado, é sinônimo de que a empresa também não está pronta para enfrentar o mercado e tudo o que ele engloba.

O término da crise não significa que os desafios acabaram. Com todo o desgaste sofrido, esse é o momento para coletar dados, gerenciar as finanças, identificar os pontos positivos e os pontos negativos da crise, colocar as ações estipuladas em prática, resgatar a imagem da empresa, bem como a reputação com os clientes. Para saber mais sobre dicas de gestão de negócios, informações sobre novas tecnologias e como podemos melhorar e otimizar a sua rotina, acesse o nosso site https://www.supplymidia.com.br/.

Compartilhe:
FacebookTwitterLinkedIn

Receba nossas novidades

Junte-se à nossa newsletter para se manter atualizado sobre recursos e lançamentos.

    Ao se inscrever, você concorda com nossa Política de Privacidade e dá consentimento para receber atualizações da nossa empresa.