Descubra qual melhor tipo de estoque de produtos para sua empresa

Descubra qual melhor tipo de estoque de produtos para sua empresa

Descubra qual melhor tipo de estoque de produtos para sua empresa

O Gestor do setor de varejo tem diversas preocupações com as atividades administrativas que precisa desenvolver na sua rotina, e a gestão de estoque é uma dessas tarefas. A qualidade do atendimento prestado aos clientes está diretamente relacionada com a gestão do estoque. Assim, é preciso identificar entre os tipos de estoque disponíveis, o que melhor atende ao seu negócio. A gestão de estoque é algo imprescindível até mesmo para uma padaria. Uma padaria precisa controlar tanto os estoques de matéria prima, para produção dos produtos finais, quanto para os próprios produtos finais entre outros que ela também compra no atacado para revender no varejo.

Sem uma administração de estoque eficiente para cada um dos tipos de estoque, a chance de prejuízo é alta

O Estoque

Estoque nada mais é que o conjunto de matérias-primas, suprimentos e/ou produtos que são armazenados de forma estratégica de acordo com as necessidades de conservação de cada tipo de material. Existem vários tipos de estoque para diferentes tipos de empresas, portanto, a decisão de manter ou não produtos em estoque deve ser tomada em função da demanda de produção.

O estoque de matéria-prima, por exemplo, corresponde ao armazenamento de insumos que serão transformados em produtos. Há também o estoque de produtos não acabados e o estoque de produtos acabados, que como os próprios nomes sugerem, são aqueles que estão em fase de finalização e/ou aguardam a tomada de decisões para envio aos pontos de distribuição.

O estoque é encontrado em quase todo tipo de empresa, do comércio de varejo à indústria e ele nada mais é que um conjunto de produtos armazenados, sejam eles matéria prima ou o produto final, que uma empresa possui. O estoque pode ocupar grandes espaços e encarecer os custos de uma empresa.

Caixas em um depósito

Quanto maior ele for, maior será a sua necessidade de uma gestão de estoque apropriada. E para fazer uma boa gestão, é necessário entender os tipos de estoques e qual deles pode ser utilizado em sua empresa.

Portanto, vamos esclarecer quais são os tipos de estoque que sua empresa pode utilizar e como realizar uma boa gestão de estoque.

Quais são os tipos de estoque

Estoque de Antecipação ou Sazonal

 Esse tipo de estoque é adotado quando a empresa prevê uma futura demanda, entrega ou produção de um item. Geralmente é utilizado quando as variações do fornecimento são relevantes. O estoque de antecipação tem o objetivo de nivelar esse tipo de flutuação, isso é muito comum em datas sazonais. Também pode ser usado em situações em que o fornecimento é inconstante, como no setor alimentício.

Estoque Consignado

 O estoque consignado é aquele que é mantido por terceiros, como distribuidores, clientes, entre outros. A guarda é estipulada por meio de acordo, mas a propriedade dos itens continua sendo do fabricante do produto.

 Estoque de Contingência

 É o estoque mantido como garantia para cobrir possíveis situações de falha extraordinária nas operações e sistema da empresa.

Estoque Inativo

 São itens que estão obsoletos ou que não tiveram saída nos últimos períodos. A variação de tempo não pode ser estimada, porque pode variar conforme determinação do próprio administrador do estoque e também segundo a área de atuação da empresa (vestuário, alimentação, produtos de limpeza, etc.).

Estoque Máximo

Diz respeito à quantidade máxima de produtos a serem armazenados por um determinado período (estipulado previamente) até que se possa fazer um novo pedido.

Para calcular o estoque máximo deve-se levar em consideração a quantidade previamente determinada para que seja interrompido novos pedidos, seja por motivo financeiro ou até mesmo por conta do espaço disponível para armazenamento. Esse método também pode ser uma forma de economizar na compra, uma vez que podem ser negociados descontos quando os produtos são comprados em maiores quantidades.

Estoque Médio

Refere-se à metade do estoque normal adicionado ao estoque de segurança (safety stock). Esse estoque deve ser verificado com mais frequência no caso de produtos perecíveis.

Estoque Mínimo

Também conhecido como Ponto de Ressuprimento, esse tipo de estoque é composto por uma quantidade mínima previamente determinada para que a solicitação do pedido de compra de um item específico ocorra.

Estoque de proteção

O estoque de proteção, também conhecido como estoque isolador, tem como objetivo compensar demandas acima do esperado e maior que o tempo de ressuprimento, também conhecido como tempo de reabastecimento. Além disso, ele compensa incertezas no fornecimento. Por exemplo, caso um fornecedor atrase a entrega, as operações continuam, visto que esse estoque é utilizado enquanto as mercadorias não chegam.

Estoque Regulador

É geralmente utilizado em empresas com diversas filiais, o estoque regulador é aquele que é mantido por uma das filiais para suprir as eventuais necessidades das outras.

Estoque de ciclo

O estoque de ciclo ocorre principalmente nas empresas que operam com vários produtos ou porque as operações possuem vários estágios. Considere que uma empresa fabrique os produtos A, B, C e D. Ela não pode fabricar os quatro simultaneamente, mas comercializa os quatro ao mesmo tempo. Logo, ela deve programar o ciclo produtivo de cada produto assim como o planejamento de estoque de acordo com o período de vendas para suprir completamente a demanda. Dessa forma não correndo o risco de prejudicar o desempenho econômico do seu empreendimento.

Estoque em Trânsito

Como o próprio nome diz, esse tipo de estoque é composto por itens que estão em trânsito nos veículos de transporte para serem entregues pela transportadora. Refere-se ao período em que esses produtos ficam nos veículos em que estão sendo transportados.

Dropshipping

Geralmente o dropshippingé voltado para e-commerces e empreendedores individuais de marketplaces. O processo consiste em receber as ordens de serviço (vendas) online e encaminhá-las ao fornecedor, que por sua vez envia o produto para o seu cliente em nome da sua empresa.

Como resultado, não é preciso manipular ou ter acesso ao produto, você faz apenas o intermédio para venda. O lucro com esse processo vem da diferença de preço entre o valor divulgado na loja online e o que o parceiro dropshipping cobra, além de diversas outras facilidades.

Cross-Docking

 cross-dockingé uma forma de logística e gestão que tem como meta a redução do estoque a zero. Em um efeito dominó, ele acaba por diminuir um investimento desnecessário na compra de mercadorias.

Ou seja, não há aquisição de mais matérias-primas e produtos se não houver necessidade para a compra deles. Os gigantes do e-commerce mundial utilizam o conceito de cross-docking aplicados ao tipo de administração de vendas e entrega ao cliente. Tudo dentro de um fluxo de informações enorme.

Tipos de Cross-Docking

 A estrutura de vendas em lojas virtuais é essencialmente a mesma, respeitando a cultura organizacional de cada uma. No entanto, a grosso modo o fluxo de vendas segue o mesmo roteiro.

O cliente faz a compra de certo produto no site, após a loja confirmar o pagamento emite um documento de despacho da mercadoria ao seu Centro de Distribuição. Esse por sua vez fica responsável por realizar a entrega dentro do prazo prometido.

  • Movimentação contínua: As mercadorias encomendadas são recebidas e despachadas pelo fornecedor de forma rápida. É a modalidade mais comum entre gigantes do e-commerce, e evita o acúmulo de armazenamento de produtos em seu estoque.
  • Movimentação consolidada: Mercadorias são recebidas e logo separadas em grupos. Uma parte delas é destinada ao seu cliente final enquanto a outra parte é direcionada ao estoque para formar uma futura combinação com outros pedidos. Devido a essa característica ela também é conhecida por movimentação híbrida.
  • Movimento de distribuição: Esse tipo de cross-docking é adotado por empresas B2B. Nele, os produtos são recebidos e logo separados para serem distribuídos em caminhões de carga para entrega.

Esses são apenas alguns métodos dentro de uma diversidade de opções. Escolher o estoque ideal para uma empresa, está diretamente ligado ao tipo de serviço ou produto e também do mercado de atuação. Definir o tipo de estoque do negócio, é imprescindível para o melhor controle da logística. Mantendo o estoque organizado, não há brecha para erros e prejuízos.

A melhor maneira de fazer um controle de estoque eficiente, baseado no tipo de estoque escolhido, é com um sistema de gestão de estoque. O Total For, ferramenta elaborada pela Supply Midia, é um portal de fornecedores completo, simples e flexível para publicar e consultar informações e comprovantes, assinar documentos, negociar recebíveis e agendar entregas, tudo de forma eletrônica, reduzindo custos e mantendo a cadeia de abastecimento eficiente. Assim, toda venda ou compra de mercadoria é inserida ou retirada do estoque, é devidamente vigiada e organizada facilitando todo o processo.

Para saber mais informações sobre novas tecnologias e como podemos melhorar e otimizar a sua rotina, acesse o nosso site https://www.supplymidia.com.br/.

Compartilhe:
FacebookTwitterLinkedIn

Receba nossas novidades

Junte-se à nossa newsletter para se manter atualizado sobre recursos e lançamentos.

    Ao se inscrever, você concorda com nossa Política de Privacidade e dá consentimento para receber atualizações da nossa empresa.