Crédito para pequenas empresas

Crédito para pequenas empresas

Crédito para pequenas empresas

Quem está começando um negócio ou quer abrir uma nova empresa, o ideal é ter um dinheiro para investir e esperar pelo retorno. Mas, nem sempre é possível ter um capital inicial.

Existem algumas maneiras de captar esses recursos e iniciar seu empreendimento. A maior parte das empresas optam sempre pelas linhas de crédito. É também muito importante analisar qual é a real necessidade do empréstimo.

Umas das primeiras coisas é entender qual a necessidade dessa linha de crédito para a sua empresa e saber identificar como utilizá-la no seu negócio. Algumas delas são:

Identificar a necessidade de crédito

É importante ter claro o valor do financiamento e a finalidade do recurso pretendido. Lembre-se que toda tomada de crédito gera custo, como por exemplo os juros do empréstimo. É preciso ter certeza do valor e de como será investido.

Elaborar o plano de negócios

Você terá que mostrar ao banco que o seu projeto é financeiramente viável. O melhor modo de fazer isso é apresentando o plano de negócios. Algumas financeiras solicitam o estudo da viabilidade do empréstimo com ferramentas da própria instituição, mais por garantia de pagamento futuro. Então, organize-se.

Buscar informações e escolher a instituição financeira

Essa pesquisa vale ouro, porque as condições de custos, prazos e limites, por exemplo, podem variar bastante de banco para banco. Cada banco tem a sua linha de crédito com suas características. Procure uma que se encaixe nas suas condições de pagamento, prazo e juros.

Analisar os fatores de restrição

É muito importante estar com todos os fatores de restrição (como situação legal, garantias e capital próprio, por exemplo) adequados às exigências das instituições financeiras.

Educação financeira

Estude bastante, entenda o mercado financeiro buscando sempre conhecimento sobre o assunto. Existem hoje infinitas instituições que disponibilizam cursos e palestras sobre o uso consciente do cartão de crédito, cheque especial, organização das contas e finanças, dívidas, juros, gestão de negócios, etc. Uma ótima dica é dar uma olhada no Papo Reto da FEBRABAN, um projeto que visa informar e ensinar não somente pessoas, mas pequenos empreendedores a ficarem atentos sobre assuntos do dia a dia relativos à educação financeira.

Sobretudo, para conseguir crédito para empresas iniciantes, é preciso ter em mãos o CNPJ do seu negócio. Se você ainda não o tirou, é importante ir atrás da emissão do documento. As chances de conseguir crédito serão maiores. Agora, existem também outras formas de se tentar algum recurso e iniciar seu negócio:

  1. BNDES

O BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) oferece crédito para microempreendedores que estão começando seu negócio.

  1. Sócio investidor

O sócio investidor é aquele que oferece uma parcela ou a maior parte do dinheiro para investir no negócio (visando obter o retorno em pouco tempo). É muito importante conhecer e avaliar bem seu sócio. Lembre-se, ele tomará grande decisões juntamente com você sobre o futuro do seu negócio. Considere escolher alguém do seu âmbito de amizades.

  1. Investidor-anjo

O investidor-anjo é um empresário que investe em um plano de negócio apresentado por um microempresário. Esse tipo de crédito foi regulamentado em julho de 2017, como a Lei Complementar 155/2016.

Essa lei determina que o investidor-anjo pode investir entre R$ 50 mil a R$ 600 mil em microempresas e pequenas empresas. Esse tipo de investimento não configura como sócio e oferece um retorno de 50% dos lucros, durante os 5 primeiros anos.

No Rio de janeiro, temos como exemplo a Investidora anjo Camila Farani, Apresentadora do programa Shark Tank Brasil, bicampeã do Startup Awards como Melhor Investidora-Anjo, 2016 e 2018, sócia-fundadora e Presidente da G2 Capital, uma butique de investimentos em empresas de tecnologia. Existem diversos investidores anjos no mercado. Vale a pena pesquisar sobre.

  1. Empréstimo de P2P (de pessoa para pessoa)

É uma nova modalidade no mercado, no entanto ele não é muito conhecido pelo público geral, mas funciona da seguinte forma: você busca um investidor por uma plataforma de empréstimo online e empresta um valor para investir no seu negócio. Depois você precisa pagar o valor emprestado para o credor com taxas mais atraentes que as dos bancos tradicionais. Se quiser saber mais você pode pesquisar na https://www.tutudigital.com.br/.

O importante é começar da melhor maneira que você conseguir. Estar sempre atento ao mercado e estudar sempre as mudanças e novidades do mundo dos negócios é essencial para que você siga seu plano de negócio rumo ao sucesso da sua empresa.

Saiba mais informações sobre gestão financeira e de negócios acessando o nosso blog https://www.supplymidia.com.br/blogsupply/.

Compartilhe:
FacebookTwitterLinkedIn

Receba nossas novidades

Junte-se à nossa newsletter para se manter atualizado sobre recursos e lançamentos.

    Ao se inscrever, você concorda com nossa Política de Privacidade e dá consentimento para receber atualizações da nossa empresa.