A Cadeia de suprimentos no Varejo e seus desafios

A Cadeia de suprimentos no Varejo e seus desafios

A Cadeia de suprimentos no Varejo e seus desafios

Ter uma cadeia de suprimentos funcionando plenamente em uma nação de dimensões continentais, com graves problemas e deficiências infra estruturais e um sistema tributário complexo e oneroso, nem sempre é uma tarefa fácil. As empresas do setor varejista, por exemplo, conhecem bem essa situação, inclusive, encontrando na logística um gargalo a ser ultrapassado.

Mesmo estabelecendo centros de distribuição em diversos estados, como algumas redes varejistas fazem para melhorar sua eficiência, as empresas não estão livres dos desafios já citados. O varejo por sua vez, é quem inicia um processo comumente chamado de efeito chicote, gerando excesso ou falta de produto ao logo de toda cadeia produtiva, principalmente pelas dificuldades encontradas na interação entre empresas e entre os diversos setores dentro de uma mesma companhia. Manter o diálogo, a integração entre as partes e a clara definição de papéis para cada elo dessa intrincada rede é essencial ao bom funcionamento dos processos.

Mas o que é uma cadeia de suprimentos e como é feito o seu gerenciamento em um ciclo produtivo das empresas? O gerenciamento da cadeia de suprimento não é apenas a gestão de produtos: é na verdade o gerenciamento de informações, tempo e dinheiro.

Cadeia de Suprimentos

Temos que destacar também que a cadeia de suprimentos não é importante apenas para a imagem e o bom funcionamento da empresa, mas interfere diretamente no resultado de uma companhia. Basicamente, uma cadeia de suprimentos consiste em uma rede que agrega todos os indivíduos, organizações, recursos, atividades e tecnologias envolvidos na criação e venda de um produto, desde a entrega de materiais de origem do fornecedor até o fabricante, incluindo sua entrega ao usuário final.

Os 3 fluxos principais da cadeia de suprimentos

O gerenciamento da cadeia de suprimentos é focado em gerenciar o fluxo de mercadorias, informações e dinheiro, enquanto supera as expectativas do cliente com o menor custo total possível.

Veja os 3 principais fluxos da cadeia de suprimentos:

  • Fluxo de produtos;

Envolve a movimentação de mercadorias de um fornecedor para um cliente. Esse fluxo também diz respeito a devoluções de clientes e necessidades de serviços de suporte ao cliente.

  • Fluxo de informações;

É centralizado na transmissão de pedidos e na atualização do status de entrega.

  • Fluxo de finanças.

Envolve termos de crédito, programações de pagamento e consignação e acordos de propriedade de títulos.

A visão da cadeia de suprimentos

A visão mais simples de uma cadeia de suprimentos consiste em uma empresa, fornecedores e seus os clientes. Resumidamente, podemos definir assim sua composição:

  1. Produtor de matérias-primas;
  2. Fabricante;
  3. Distribuidor;
  4. Varejista;
  5. Cliente de varejo;

Já uma cadeia de suprimentos mais complexa incluirá um número maior de fornecedores, clientes e todas as organizações que oferecem os serviços necessários para efetivamente levar os produtos aos consumidores, incluindo fornecedores de logística terceirizados, organizações financeiras, fornecedores de software de cadeia de suprimentos e provedores de pesquisa de marketing. Essas entidades também usam serviços de outros provedores

Desafios da gestão da cadeia de suprimentos do varejo

Para um bom funcionamento da cadeia de suprimentos, e preciso estar em harmonia e alinhada com as outras partes envolvidas no processo. Os fornecedores são parte inicial do processo de produção, sendo necessários que respeitem os prazos de entrega e a quantidade requerida. Partindo do princípio de que a organização de uma empresa envolve diversos setores, recursos humanos e uma gestão adequada para integrar e unir todos esses pontos, é válido ter preparo apropriado a fim de (evitar e) enfrentar os desafios da cadeia de suprimentos que são:

Gerir Estoques

Fazer a reposição de estoques já é um trabalho bastante complexo. É muito importante manter estoques em níveis adequados para não comprometer o capital de giro, mas como garantir a disponibilidade de produtos nos pontos de venda?  A resposta é por meio de soluções tecnológicas como a plataforma Total For da Supply Midia que é completa, simples e flexível para publicar e consultar informações e comprovantes, assinar documentos, negociar recebíveis e agendar entregas, tudo de forma eletrônica, reduzindo custos e mantendo a cadeia de abastecimento eficiente.

Efetivar compras

Todo dia o comprador do varejo se vê diante de um impasse: se não comprar o suficiente, haverá ruptura (falta de produtos). De outro lado, se exceder a demanda terá mercadorias paradas. Além disso, a quantidade de mão de obra envolvida para a cotação, a emissão dos pedidos e a checagem de documentos fiscais e de transportes é enorme. Por isso a importância de uma ferramenta que possa gerir de forma efetiva essa demanda.

Agendar o recebimento

A falta de informação, assim como dados incorretos ou incompletos nos documentos, pode levar a filas enormes de caminhões nos pátios e portões dos Centros de Distribuição, lojas e supermercados. Todas essas situações causam prejuízos financeiros, perda de tempo, aumento nos custos logísticos e de mão de obra.

Receber mercadorias

No recebimento de mercadorias, uma ferramenta apropriada para o gerenciamento de notas fiscais eletrônicas facilita muito a rotina do varejo. Torna-se mais simples o envio, recebimento, validação, arquivamento e futuras consultas dos documentos fiscais gerados para cada transação, reduzindo drasticamente a troca de informações, como e-mail ou telefone.

Esse tipo de solução é capaz de fazer uma validação automática de todos os campos de uma NF-e, encontrando inconsistências que possam resultar em um confronto com o Fisco.

Monitorar vendas e estoque

Ao monitorar vendas e estoque pelo ritmo de consumo, o varejo não apenas resolve um problema, como também abre janelas de oportunidades para aumentar as vendas de determinado item e ampliar e diversificar o mix de produtos.

A correta gestão da cadeia de suprimentos é algo que todo empreendedor precisa conhecer. O aumento da agilidade no planejamento da cadeia de suprimentos, usando ferramentas digitais, permite o replanejamento rápido da logística de ponta a ponta. Para a companhia, as novas tecnologias desempenham um papel crítico, permitindo a visibilidade em tempo real da operação logística garantindo, assim, decisões mais rápidas e melhores.

Para saber mais sobre dicas de gestão de negócios, informações sobre novas tecnologias e como podemos melhorar e otimizar a sua rotina, acesse o nosso site https://www.supplymidia.com.br/.

Compartilhe:
FacebookTwitterLinkedIn

Receba nossas novidades

Junte-se à nossa newsletter para se manter atualizado sobre recursos e lançamentos.

    Ao se inscrever, você concorda com nossa Política de Privacidade e dá consentimento para receber atualizações da nossa empresa.